Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

7 Dias Nutridos de Sabores

Sou uma apaixonada pelo mundo da cozinha e tenho o gosto de partilhar as minhas receitas favoritas. Considero este blog como o meu encantador livro de receitas. Receitas ricas de aromas e sabores memoráveis.

7 Dias Nutridos de Sabores

22
Abr24

A terra gera, eu uso: Bolo de Cenoura e Laranja (sem gordura)

Celebra-se hoje o Dia Mundial da Terra com a pretensão de alertar para a importância do planeta e a necessidade de preservar os recursos naturais do mundo, tendo como tema este ano - Planeta versus Plásticos.

Agora, trago boas notícias! Reduzir a gordura não significa reduzir o sabor! Criei esta receita para todos os apreciadores de Bolo de Cenoura, especialmente para aqueles que necessitam de limitar a ingestão de gorduras no seu dia a dia! Além disso, é o bolo perfeito para colocar na lancheira dos miúdos.

Este bolo alto, fofo, não muito doce e maravilhosamente temperado com especiarias, que, ao contrário ao que comumente se pensa dos bolos sem adição de gordura, não fica ressequido... ainda é super saboroso!

Contrariamente ao que se infere do apetite contemporâneo, é a félix culpa da gula que nos traz o prazer de comer! (1)

Na vez de atenuar a frustração na comida, bora lá a uma caminhada!

IMG_4191.jpeg

 

IMG_4190.jpeg


Bolo de Cenoura e Laranja
(Sem gordura)

  • 300 g Cenoura cozida
  • 40 g Flocos de Aveia finos
  • 3 Ovos
  • 150 ml Sumo de Laranja
  • 1 colher de sopa Vinagre de Cidra
  • Raspa de 1 Laranja
  • 270 g Açúcar amarelo
  • 400 g Farinha de trigo para bolos com fermento 
  • 1 colher de chá Fermento em pó
  • 1 colher de chá Canela em pó 
  • 1 pitada de Cardamomo em pó 


Cobertura (opcional):

  • 125 g Chocolate culinária
  • 40 ml Natas líquidas 
  • 70 g Miolo de Noz, picado grosseiramente 


Preparação:

  1. Bata as claras em castelo e reserve.
  2. Coloque a cenoura cozida, as gemas, os flocos de aveia, o sumo e a raspa de laranja, o vinagre e o açúcar num liquidificador ou processador de alimentos e misture tudo muito bem até ficar uma mistura cremosa e uniforme. Transfira para uma tigela, junte a farinha (peneirada), o fermento, a canela e o cardamomo e envolva com uma colher de silicone.
  3. Por fim, envolva as claras em castelo em duas fases.
  4. Verta numa forma untada com manteiga e polvilhada com farinha.

    IMG_4187.jpeg

  5. Leve ao forno pré-aquecido a 180°C, por cerca de 45 minutos. Faça o teste com um palito.
  6. Aguarde que o bolo arrefeça por, pelo menos, 30 minutos na forma antes de desenformar.

    IMG_4197.jpeg

  7. Prepare a cobertura: derreta o chocolate, em banho-maria ou no microondas, juntamente com as natas e mexa até obter uma mistura uniforme.
  8. Quando o bolo estiver completamente frio, cubra com o creme de chocolate e distribua as nozes. 

Bom apetite!

 

(1) Comer por “gula” não significa ter compulsão alimentar. Isso é mito. Gostar muito de comer não significa ter uma compulsão alimentar. Exagero alimentar é diferente de compulsão alimentar.

16
Mai23

Queijo (caseiro) com Leite de Vaca e Iogurte de Ovelha

Como entusiastas de alimentos tradicionais, não podiamos deixar de experimentar o nosso queijo caseiro. E correu muito bem, já que nos últimos meses andamos fascinados com a ideia de termos o nosso próprio queijo.

Não tendo forma de obter o leite de ovelha utilizei o iogurte, e funciona perfeitamente.

O processo de preparação do queijo é muito simples, apenas com calor e algo ácido, como vinagre ou sumo de limão, combinado com o leite e o iogurte fará com que a coalhada (parte sólida) se separe do soro (líquido). O queijo resultante não tem a complexidade dum queijo envelhecido (que nem toda a gente gosta, principal as crianças), mas oferece um sabor lácteo e suave. 

A primeira vez que preparei este queijjinho ficou no frigorífico 7 dias antes de o consumir, desta vez deixei 10 dias e ficou, igualmente, fantástico. Continua a oferecer um sabor suave, um pouco mais doce, e uma textura macia, mas um pouco mais seca.

A simplicidade deste queijo faz dele um regalo!

 

IMG_0982.jpegQueijo com 10 dias de maturação.

IMG_0985.jpeg

 

Queijo (caseiro) com Leite de Vaca e Iogurte de Ovelha 

  • 1 L de Leite de Vaca Meio-gordo
  • 250 g de Iogurte natural de Ovelha (sólido)
  • 8 g de Sal
  • 12 ml de Vinagre de Arroz (pode usar: Vinagre de Vinho Branco ou de Cidra)

 

Preparação:

  1. Coloque o leite dentro de uma panela, adicione o sal e leve ao lume até ferver.
  2. Quando leite começar a levantar fervura, a criar aquelas bolhinhas, desligue o lume e adicione o iogurte natural. Mexa bem e, depois, misture o vinagre. (O leite deve começar a talhar).
  3. Tape a panela com um testo e aguarde 20 minutos, para que o leite talhe por completo.
  4. Acomode um coador fino grande, sobre um recipiente fundo.
  5. Vire o leite talhado para o coador e deixe descansar por mais 10 minutos.
  6. Depois aperte bem com uma espátula de silicone, para retirar todo o liquido. Tenha atenção para que o coador nao entre em contacto com o liquido que está por baixo.

    IMG_0886.jpeg

  7. Com cuidado, vire o queijo para um pano limpo e coloque numa taça.

    IMG_0887.jpeg

  8. "Amasse" bem o queijo, para dar forma.

    IMG_0899.jpeg

  9. Mude para um guardanapo de pano, coloque na taça, tape com pelicula e deixe no frigorífico no mínimo 12 horas. Pode servir no dia seguinte ou faça a maturação do queijo.
  10. Para fazer a maturação: diariamente mude o guardanapo de pano, coloque na taça, tape com pelicula e coloque no frigorifico. Importante: Todos os dias deve repetir este procedimento.
  11. Ao fim de 7 dias o queijo tem por fora uma "capa" durinha e um interior mole.

Bom apetite!

 

Dicas:

  • Para que o queijo não ganhe bolores indesejaveis é importante que guarde no frigorífico. 
  • Se aparecerem manchas nos vossos queijos, que vão variando de amarelo a laranja, vermelho e castanho ou ainda rosa ou salmão, é porque estão contaminados com a bactéria Pseudomona. Em alguns queijos a casca pode-se tornar pegajosa e exalam um odor desagradável. Estas bactérias podem provocar um sabor amargo principalmente na casca, dado que não se desenvolvem no interior do queijo.  As Pseudomonas são um tipo de bactérias responsáveis por imperfeições visuais e organoléticas em queijos, mas não são perigosas para a saúde do consumidor.

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Direitos de Autor

Todas as fotografias publicadas são da minha autoria, incluindo a sua edição. Por favor, não utilizem as minhas fotografias sem a minha autorização. Muito obrigada.

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub