Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

7 Dias Nutridos de Sabores

Sou uma apaixonada pelo mundo da cozinha e tenho o gosto de partilhar as minhas receitas favoritas. Considero este blog como o meu encantador livro de receitas. Receitas ricas de aromas e sabores memoráveis.

7 Dias Nutridos de Sabores

16
Jan24

Formigos d’Avó

Formigos ou Mexidos, para quem desconhece é um doce português típico do Natal.

A minha avó apreciava bastante Formigos e tinha o costume de prepará-los na consoada do Natal e no réveillon! Nunca faltava! A minha mãe, como outra aficionada deste doce, passou-me este "bichinho" e esta maravilhosa receita! Pessoalmente adoro-os, mas faço-os sempre após os Reis, deste modo não corro o risco de perder algum do seu encanto no meio de tanta doçaria.

Cá está, uma iguaria já muito antiga no norte do país, que recomendo veementemente, especialmente nestes dias invernosos!

IMG_3448.jpeg

Formigos d' Avó

  • 1l leite meio-gordo
  • 100g açúcar
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 pau de canela
  • 3 cascas de limão
  • 3 gemas ovo
  • 1 colher de sopa de manteiga com sal
  • 50ml vinho do Porto
  • 250g-300g pão de cacete (consoante quiser, menos ou mais espesso)
  • 170g frutos secos, partidos aos pedaços (nozes, avelãs, pinhões)
  • canela em pó q.b.

Preparação:
  1. Parta o pão em pedacinhos muito pequeninos para uma tigela. Reserve.
  2. Leve ao lume o leite com o açúcar, o mel, o pau de canela, as cascas de limão, e deixe ferver durante 3 minutos. Junte a manteiga e o pão. Mexa bem, com uma colher de pau, para não agarrar no fundo do tacho e para desfazer bem o pão. Deixe ferver cerca de 2 minutos.
  3. Numa taça, bata as gemas com o vinho do Porto.
  4. Retire o tacho do lume e adicione ao preparado as gemas aos pouquinhos, mexendo sempre. Leve novamente ao lume até engrossar, continuando a mexer, sem deixar ferver.
  5. Com o tacho fora do lume, retire as cascas de limão e o pau de canela e junte os frutos secos, reservando alguns para decorar.
  6. Verta o preparado numa travessa ou em taças individuais. Polvilhe com canela e distribua os frutos secos reservados.

Bom apetite!

 

Dicas:

  • Esta receita não leva muito açúcar por isso estes Formigos ficam levemente doces, se quiser acrescente um pouco mais de açúcar.
05
Jan24

Para o Dia de Reis - Escangalhado de Batata-doce!

Para receber, em bom, os 3 Reis Magos, um bolo-rei com uma apresentação diferente, de massa elegantemente espirituosa, recheada com maçã e frutos secos!

IMG_3328.jpeg

Na terceira ronda, o "Rei" aparece na festa ... desmontado!💥

IMG_3310.jpeg


Escangalhado de Batata-doce

  • 200g de Batata-doce branca (descascada)
  • 400g de Maçã Reineta (descascada e descaroçada)
  • 70ml de Leite 
  • 30ml de Vinho do Porto
  • 10ml de Licor de Anis 
  • 10ml de Aguardente
  • 50g de Manteiga com Sal
  • 7g de Fermento de Padeiro seco
  • 1 Ovo M
  • 100g + 2 Colheres de Sopa de Açúcar amarelo 
  • Raspa de 1 Limão
  • Raspa de 1 Laranja
  • 450g de Farinha de trigo
  • 2 Colheres de Chá de Canela em pó 
  • 120g de Frutos secos, cortados grosseiramente (nozes, amêndoas, avelãs, pinhões, amendoins, ...)
  • 60 g de Sultanas
  • Decoração: Amêndoa palitada q.b; 1 Gema de ovo (pincelar); Geleia q.b; Canela em pó; Açúcar em pó q.b


Preparação:

  1. Coza a batata-doce, cortada em rodelas, em água com uma pitada de sal. Depois, escorra bem e deixe arrefecer completamente.
  2. Coloque num copo, a batata-doce, a manteiga (amolecida), o leite (morno), o vinho do Porto, o licor de anis, a aguardente, e triture bem com a varinha mágica. Transfira para a tigela da batedeira ou para o robot de cozinha e adicione o fermento, o ovo (à temperatura ambiente), 100g de açúcar, a raspa do limão e da laranja, 1 colher de chá de canela e a farinha. Amasse muito bem, em velocidade média, usando o gancho de massa, até formar uma massa lisa que se desprende das laterais da tigela. Este processo pode demorar 10 a 20 minutos dependendo da batedeira, da farinha e até da humidade do ar, por isso seja paciente. O resultado será uma massa solta.
  3. Forme uma bola com a massa, coloque numa tigela e tape com película aderente. Deixe a levedar 1 a 2 horas, até que duplique de tamanho.
  4. Entretanto, coloque a cozer, com um pouquinho de água, as maçãs descascadas, descaroçadas, e cortadas aos pedaços. Depois, escorra e deixe arrefecer. Triture com a varinha mágica até obter um puré e misture bem 2 colheres de sopa de açúcar e 1 colher de chá de canela. Reserve.
  5. Depois de a massa levedar, transfira a massa para a bancada ligeiramente enfarinhada e estique-a, em forma de retângulo grande até obter uma espessura de cerca de 4mm. Barre uniformemente com o puré de maçã e sobreponha os frutos secos cortados e as sultanas, enrole uma das laterais até meio da massa e faça o mesmo do outro lado, formando dois caracóis com o mesmo diâmetro. Vire a massa ao contrário. Coloque num tabuleiro forrado com papel siliconizado e achate ligeiramente. Com uma faca afiada dê uns golpes nas laterais da massa, com 5 cm de distância, mas tendo o cuidado de não separar o bolo em fatias. Deixe levedar cerca de 1 hora ou até dobrar de tamanho.

     

  6. Pré-aqueça o forno a 180ºC.
  7. Pincele com a gema de ovo (misturada numa colher de sopa de leite) e decore com a amêndoa palitada. Leve ao forno por cerca de 25 a 30 minutos (dependendo do seu forno). Verifique se está cozido ao fim de 25 minutos.

    IMG_3306.jpeg

  8. Retire do forno, pincele com geleia e deixe arrefecer em cima de uma grelha. Polvilhe com um pouco de canela e açúcar em pó e sirva.

Bom apetite!

30
Dez23

👑 O Bolo do Rei XXIII

O Rei vai... o Rei vai, encantador, para a Passagem de Ano! 🎊

Com tudo planeado para que nada falhe na noite mais animada do ano, há velhos hábitos que se mantêm e no réveillon é tradição ter na mesa o bolo-rei e comer as 12 passas.

Um EXCELENTE 2024 para todos os que passam os seus dias neste espaço! 🍾🥂

IMG_3226.jpeg

Bolo-rei

Massa Mãe:

  • 125 g Farinha de trigo
  • 30 g Fermento de padeiro fresco
  • 60 ml Água (morna)
Massa:
  • 500 g de Farinha de trigo
  • 100 g de Açúcar
  • 100 g de Manteiga (à temperatura ambiente)
  • 2 Ovos L
  • Raspa de 1 limão
  • 100 ml Leite
  • 8 g de Sal
  • 30 ml de Vinho do Porto
  • 10 ml de Aguardente Bagaceira  
  • 10 ml de whisky
  • 5 ml de Licor de Amêndoa Amarga
  • 200 g de Frutos secos (nozes, pinhões, avelãs, amêndoas, etc.)
  • 70 g de Sultanas


Cobertura:

  • Ananás; Morango; Laranja; Tangerina; Melão; Pera; Cereja; Alperce; outros.
  • 1 Gema de ovo (pincelar)
  • Açúcar em pó q.b

 

Preparação:

  1. Pique a fruta seca, junte as sultanas, coloque numa taça, regue com o Vinho do Porto e deixe macerar.
  2. Amasse os ingredientes para a Massa Mãe, faça uma bola, coloque numa tigela e tape. Deixe levedar durante 2 horas.
  3. Misture bem o açúcar, os ovos, o leite, o sal, a raspa do limão e as bebidas. Depois, acrescente a farinha e amasse.
  4. Junte a Massa Mãe e amasse mais ou menos 10 minutos, até que a massa fique macia e elástica. Se estiver muito rija, junte um pouco de leite morno.
  5. Deixe descansar cerca de 5 minutos.
  6. Tenda a massa, coloque os frutos secos, as frutas secas e as sultanas (maceradas no Vinho do Porto), e amasse apenas o necessário para envolver bem.
  7. Deixe a massa levedar 5 a 6 horas, até dobrar de volume, tapada com um pano, num local temperado.
  8. Coloque a massa em cima da bancada, forme uma bola e deixe descansar 10 minutos (tapada).
  9. Insira o cotovelo no centro da bola e carregue; com as mãos faça uma argola não muito fina (para que o buraco central não se feche, pode colocar um copo até à hora de ir ao forno).
  10. Coloque no tabuleiro forrado com papel siliconizado, pincele com a gema e decore com os frutos.
  11. Deixe levedar, cerca de 1:30h ou até dobrar de volume, num local temperado.
  12. Pré-aqueça o forno a 180º C.
  13. Coloque no forno para cozer. O tempo de cozedura para porções de, mais ou menos, 500 g é de 25 a 30 minutos (varia consoante o forno). Faça o teste do palito.
  14. Quando retirar do forno pode pincelar com geleia diluída num pouco de água, para dar brilho, e decorar com açúcar em pó.

Bom apetite!

 

Dicas:

  • Junte todos os frutos para a cobertura numa taça, regue com um pouco de Vinho do Porto e deixe a macerar, para que não queimem quando forem ao forno.
31
Mar23

Arroz de Feijão com Brócolos, Ovo e Caju

A união dos 5 Grupos de Alimentos (Cereais e derivados, tubérculos; Hortícolas; Carne, pescado e ovos; Leguminosas; Gorduras e óleos), nesta tigela, fornece uma refeição muito rica em hidratos de carbono, proteínas, fibras, vitaminas e minerais. Este “malandrinho” é uma inspiração, com gosto reconfortante, e garante a satisfação durante horas.

Muito rapidamente (cerca de 30 minutos) conseguimos ter uma refeição saudável, cheia de cor e sabor!

BDAC9FA1-3F55-4C77-8263-6D37947C02F5.jpeg

 

Arroz de Feijão com Brócolos, Ovo e Caju

  • 100 g de Arroz Carolino
  • 300 g de Água
  • 1 Cebola
  • 1 Colher de Sopa de Azeite
  • 100 g de Feijão Encarnado, cozido
  • 1/2 Cabeça de Brócolo
  • 2 Ovos
  • 40 g de Cajus crus
  • Sal


Preparação:

  1. Prepare o brócolo: separe o talo e os floretes do brócolo. De seguida, lave os floretes em água corrente e escorra bem. Reserve os floretes e guarde os talos (p.ex. para uma sopa).
  2. Coloque num tacho o azeite e a cebola picadinha e refogue, em lume médio, até que fique translúcida. Tenha atenção para que não queime.
  3. Adicione a água quente e o sal.
  4. Lave e junte o arroz. Mexa bem. Adicione os floretes do brócolo, tape o tacho e cozinhe por 10 minutos em lume médio-baixo.
  5. Misture o feijão, delicadamente. Faça duas covinhas e coloque os ovos. Deixe cozinhar por mais 10 minutos.
  6. Desligue o lume e sirva numa tigela. Distribua os cajus, cortados grosseiramente, e finalize com um fio de azeite.

Bom apetite!

 

Dicas:

  • Se desejar, pode substituir o Feijão Encarnado pelo Feijão Preto, que também adicionará cor à receita.
  • O Ovo é particularmente importante pelo seu elevado valor proteico e pela facilidade de absorção do nosso organismo.
07
Mar23

Bilharacos de Abóbora e Cherovia

A cherovia (Pastinaca sativa), também conhecida por chirivia, cherívia, pastinaca ou pastinaga, é uma raiz da família das cenouras, mas tem um sabor mais adocicado e ligeiramente parecido com o da noz. Pode ser consumida ​​da mesma forma que a cenoura, desde fresca, em sopas, doces (como é o caso) e, até, estufados. A cherovia, é uma excelente opção para reduzir/eliminar o açúcar na confecção de diversos pratos.

Bilharacos de Abóbora e Cherovia!? Provavelmente nunca provaram, mas posso-vos dizer que são deliciosos, o sabor é único (o gosto anisado da cherovia funde-se com o da abóbora, e da canela) e mantêm a textura macia do tradicional. Muito, muito bons! Espero que experimentem, mesmo que sejam invulgares.

33BC86F8-7842-49FF-A9A1-9F459B5DA378.jpeg

Terminar o dia, de preferência no sofá, debaixo de uma manta, a petiscar estes bilharacos os dias invernosos ficam mais leves e coloridos!🌈

B94AC4FF-9AE0-4611-B8CA-2EEEEEF0AF86.jpeg

 

Bilharacos de Abóbora e Cherovia

9C0A137F-F45D-47F8-9A08-7C4491AB12AF.jpeg

  • 1.350 Kg de Abóbora Menina ou Manteiga (descascada e sem pevides)
  • 70 g de Cherovia (descascada)
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 80 g de Açúcar Amarelo
  • 40 g de Farinha de Trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 80 g de Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 3 c. sopa de açúcar; 3 c. de sopa de canela em pó

 

Preparação:

  1. Na véspera, descasque e corte a abóbora (em pedaços) e a cherovia (aos cubinhos pequeninos), coloque numa panela e coza em água com uma pitada de sal. De seguida, vire para dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  2. No dia seguinte, depois de escorrer (pode apertar bem o pano para perder quase toda a água), coloque a polpa de abóbora e cherovia numa tigela. (Fiquei com 670g de polpa, escorrida).
  3. Adicione a gema de ovo e o açúcar. Misture muito bem com as mãos, até ficar uma massa homogénea.
  4. Adicione a farinha e misture. Se preferir uma massa mais consistente, adicione um pouco mais de farinha. A massa não deve ficar nem demasiado mole (de forma a que possa ser frita às colheradas), nem muito rija.
  5. Acrescente os frutos secos e envolva bem.

    1DA5192A-339E-4A37-B2E7-36259E18C9E5.jpeg

  6. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (em quenelle) e frite em óleo quente, até ficarem bem douradinhos de ambos os lados.
  7. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  8. Misture o açúcar com a canela e passe os bolinhos.

Bom apetite!

20
Fev23

Bilharacos de Abóbora e Cenoura

Comer Bilharacos é no Natal, dizem os tradicionalistas! Quem é que liga a isso!? Além do que, Natal é sempre que quisermos! E como Natal, para mim, significa amor, paz e partilha, confecionei estes apetitosos Bilharacos de Abóbora e Cenoura, que deliciei em união familiar.
Agora, com esta receita muito fácil, vocês podem fazer o mesmo na companhia da vossa família e/ou amigos!

8A9CE5A5-6A32-4C30-81FD-9D1D1FC4EBF5.jpeg


F6C71E37-24BA-44E4-80CF-7C48DD59E24B.jpeg

 

Bilharacos de Abóbora e Cenoura

  • 1.600Kg de Abóbora Menina ou Manteiga (descascada e sem pevides)
  • 125g de Cenoura (descascada)
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 55g de Açúcar Amarelo
  • 1 Colher de Sopa (cheia) de Vinho Moscatel
  • 50g de Farinha de Trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 60g de Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 2 c. sopa de açúcar; 2 c. de sopa de canela em pó

 

Preparação:

  1. Na véspera, descasque a abóbora e a cenoura, coloque numa panela e coza em água com uma pitada de sal. De seguida, vire para dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  2. No dia seguinte, depois de escorrer (pode apertar bem o pano para perder quase toda a água), coloque a polpa de abóbora e cenoura numa tigela. (Fiquei com 460g de polpa, escorrida).
  3. Adicione a gema de ovo, o açúcar e o vinho Moscatel. Misture muito bem com as mãos.
  4. Adicione a farinha e misture. Se preferir uma massa mais consistente, adicione um pouco mais de farinha. A massa não deve ficar nem demasiado mole (de forma a que possa ser frita às colheradas), nem muito rija.
  5. Acrescente os frutos secos e envolva bem.

    3082EA0F-8597-4342-9BC5-23F4B027290B.jpeg

  6. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (em quenelle) e frite em óleo quente, até ficarem bem douradinhos de ambos os lados.
  7. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  8. Misture o açúcar com a canela e passe os bolinhos.

Bom apetite!

16
Jan23

Bilharacos de Abóbora e Batata-doce

Porque podemos cortar com o tradicional... aventurei-me a reinventar a receita de Bilharacos de Abóbora! A combinação de abóbora e batata-doce concebe uma textura extra cremosa ao interior dos Bilharacos, muito agradável, contrastando com os frutos secos crocantes.

Arrisque a experimentar estes Bilharacos de Abóbora e Batata-doce e, certamente, vai ficar agradavelmente surpreendido!

2102D1F8-6561-4AE1-AE30-970701469F89.jpeg

 

Bilharacos de Abóbora e Batata-doce

  • 2.100Kg de Abóbora Menina (descascada e sem pevides)
  • 200g de Batata-doce (descascada)
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 65g de Açúcar Amarelo
  • 1c. sopa de Vinho do Porto
  • 50g de Farinha de Trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 80g de Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 3 c. sopa de açúcar; 3 c. de sopa de canela em pó

 

Preparação:

  1. Na véspera, descasque a abóbora e a batata-doce, coloque numa panela e coza em água com uma pitada de sal. De seguida, vire para dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  2. No dia seguinte, depois de escorrer (pode apertar bem o pano para perder quase toda a água), coloque a polpa de abóbora e batata-doce numa tigela. (Fiquei com 780g de polpa, escorrida).
  3. Adicione a gema de ovo, o açúcar e o vinho do Porto. Misture bem com as mãos.
  4. Adicione a farinha e misture. Se preferir uma massa mais consistente, adicione um pouco mais de farinha. A massa não deve ficar nem demasiado mole (de forma a que possa ser frita às colheradas), nem muito rija.
  5. Acrescente os frutos secos e envolva bem.

    18023815-C7D2-411A-A699-B81CA033A7A5.jpeg

  6. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (em quenelle) e frite em óleo quente, até ficarem bem douradinhos de ambos os lados.
  7. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  8. Misture o açúcar com a canela e passe os bolinhos.

Bom apetite!

01
Jan23

Bolinhas Energéticas de Tâmaras, Figos e Frutos Secos

Estas Bolinhas Energéticas são das minhas favoritas, não têm adição de açúcar (graças às tâmaras e aos figos, que já são doces o suficiente), são crocantes, têm um sabor voluptuoso e são nutritivas. Absolutamente irresistíveis. 

São ideais para um pequeno-almoço apressado, fáceis de transportar na lancheira (para o lanche), ou então como sobremesa.

No entanto é importante lembrar que é um alimento rico em calorias, uma só Bolinha Energética contém uma boa quantidade de nutrientes. Se comermos sem pensar, é fácil exagerar… Á sobremesa gosto de comer uma e ao lanche, normalmente, como duas bolinhas.

Super simples de confeccionar, estas Bolinhas Energéticas de Tâmaras, Figos e Frutos Secos são a guloseima saudável e perfeita para oferecer à família.

Estas sedutoras Bolinhas Energéticas acabaram de sair da minha cozinha.

BolasENERGETICAS1.jpeg

BolasENERGETICAS2.jpeg

Um café expresso acompanhado com uma Bolinha Energética de Tâmaras, Figos e Frutos Secos é puro prazer degustativo.

BolasENERGETICAS3.jpeg

 
  • 6 Tâmaras Medjool;
  • 6 Figos Pingo de Mel;
  • 1 C. Sopa Manteiga 100% Amendoim;
  • 100g Amêndoas;
  • 50g Avelãs;
  • 50g Nozes (picadas grosseiramente);
  • 2 C. Sobremesa Cacau Magro em Pó 100% Cacau;
  • 1 C. Sopa Flocos de Aveia Sem Glúten (de preferência);
  • 70g Chocolate 70% Cacau;
  • Nozes (picadas grosseiramente)

 

Preparação:

  1. Coloque as tâmaras e os figos numa tigela com água morna por 10 a 15 minutos, para amolecê-los e hidratá-los;
  2. Coloque os flocos de aveia no processador e triture bem;
  3. Escorra bem as tâmaras e os figos e coloque no processador, juntamente com a manteiga de amendoim, as amêndoas, as avelãs e o cacau. Triture até obter uma massa homogénea;
  4. Coloque numa taça e misture, com uma colher, as nozes picadas (50g);

    BolasENERGETICASMASSA.jpeg

  5. Com a ajuda de uma colher de sobremesa retire uma pequena porção de massa e forme uma pequena bolinha com as mãos. É normal que a massa pareça quebradiça no início, mas deve começar a ficar pegajosa o suficiente para formar as bolinhas. Aperte a massa para ver se aguenta. Se parecer muito quebradiça, pode adicionar um pouco de água até que fique pegajosa o suficiente para formar as bolinhas. Comece com 1 colher de chá, para ver se a massa começa a unir. Tenha cuidado, porque se colocar em excesso a massa ficará muito húmida.
  6. De seguida, coloque-as no frigorífico por 30 minutos (no mínimo);
  7. Derreta o chocolate em banho-maria, depois mergulhe as bolinhas e passe pela noz picada. (Pode mergulhar só metade da bolinha);
  8. Deixe repousar sobre uma folha de papel vegetal, até que o chocolate endureça.
  9. Desfrute de seguida ou guarde, no frigorífico, para mais tarde.

Bom apetite!

 

Dicas:

  • Pode comprar as Tâmaras inteiras com ou sem caroço. Se comprar com caroço, certifique-se que retira todos os caroços  antes de colocar no processador;
  • Se utilizar os Frutos Secos Torrados e Salgados, o teor de sódio pode ser alto. Privilegie os Frutos Secos Crus;
  • Pode variar os topping's com: noz ou avelã/ amêndoa/ amendoim/cajus/pistácios torrados, entre outros;
  • Para armazenar, coloque as Bolinhas Energéticas num recipiente de vidro hermético e guarde no frigorífico por 1-2 semanas ou no congelador até 3 meses.
30
Dez22

Bilharacos de abóbora à moda da avó (com frutos secos)

Este é um doce tradicional de Natal na região de Aveiro. Os Bilharacos e os Sonhos, embora muito parecidos, são doces com massas muito distintas.

Os Bilharacos são confecionados na nossa família há longos anos, inicialmente pela minha avó, e todos temos os nossos próprios truques e gostos na hora de os preparar.

São fáceis de fazer mas convém iniciar a preparação com alguma antecedência, para que a abóbora escorra bem. Este é um dos truques deste doceNo dia seguinte, é necessário espremer bem a abóbora, no saco de pano, para eliminar o excesso de líquido (ainda vai largar bastante).

Como nós preferimos os Bilharacos um pouco mais húmidozinhos, não espremo muito a abóbora e adiciono o mínimo possível de farinha. A quantidade de farinha depende muito da consistência que se quiser obter. Se preferir os Bilharacos  mais secos adicione um pouco mais de farinha e/ou escorra mais a abóbora.

Esta é a receita de Bilharacos de Abóbora que tradicionalmente fazemos cá em casa, enriquecidos com frutos secos, para celebrar o Natal e a chegada do Novo Ano.

 

Bilharacos.jpeg

Bilharacos de Abóbora à
 moda da avó 

  • 2 Kg Abóbora Menina
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 40g Açúcar
  • 1/2 cálice de Vinho do Porto ou Aguardente velha
  • 150g Farinha de trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 100g Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 4 c. sopa de açúcar; 2 c. de sopa de canela em pó

Preparação:

  1. Na véspera, descasque, e coza a abóbora em água temperada com sal até ficar macia.
  2. Coloque a abóbora dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que a abóbora enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  3. No dia seguinte, depois de bem escorrida (pode apertar bem o pano até a abóbora perder quase toda a água), coloque-a numa tigela. 
  4. Adicione a gema de ovo, o açúcar e o vinho do Porto/Aguardente. Amasse bem com as mãos.
  5. Adicione farinha, aos poucos, e mexendo, até obter uma massa consistente, mas nem muito mole nem muito rija e que possa ser frita às colheradas.
  6. Acrescente os frutos secos e envolva bem.
  7. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (quenelle) e frite em óleo quente, até alourarem bem de ambos os lados.
  8. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  9. Misture o açúcar com a canela e polvilhe os bolinhos.
Bom apetite!

Dicas:

  • Se o óleo não estiver suficientemente quente os bolinhos ficam ensopados em óleo; se, pelo contrário, o óleo estiver demasiado quente os bolinhos ficam rapidamente muito escuros e por vezes mal passados.
  • Se a massa estiver mole, o óleo tem de estar muito quente; se estiver um pouco dura, o óleo pode estar um pouco menos quente.
02
Dez22

Bowl de Legumes com Abacate, Requeijão e Ovo

A comida na tigela (Bowl) é uma tendência, que ganhou força por causa do aumento da prática de actividade física e da preocupação com o bem-estar. As receitas de tigela preenchem com eficácia as carências energéticas do nosso organismo. Os ingredientes utilizados são visíveis, tornando-se uma refeição mais exata para quem analisa a sua ingestão de calorias.

Bowl de Legumes com Abacate, Requeijão e Ovo, além de ser saborosa, pode ser  preparada facilmente e rápidamente em casa, e temos uma refeição sem stress e sem culpa. Tem uma mistura de cores perfeita que desperta as papilas gustativas. Porque os olhos... também comem!

Esta Bowl está recheada de benefícios, é rica em macronutrientres (hidratos de carbono, proteínas e lípidos - fornecem energia. As proteínas ajudam a ganhar massa muscular e para quem pratica actividade fisica de alta intensidade são fundamentais), fibras (auxiliam na digestão) e micronutrientres (vitaminas e minerais - cuja função é de regulação e construção). 

O tempo em que as tigelas eram utilizadas apenas para servir a sopa e os cereais terminou! 

Bowl-Legumes-Abacate1.jpeg

 

Bowl-Legumes-Abacate2.jpeg

 

Bowl de Legumes com Abacate, Requeijão e Ovo

  • Requeijão de Vaca Light;
  • Ovo;
  • Abacate;
  • Maça;
  • Romã;
  • Cenoura; 
  • Beterraba;
  • Grão-de-Bico;
  • Azeitona Preta Descaroçada;
  • Pistáchios Torrados;
  • Alga Wakame;

 

Molho(facultativo): 3 C. Sopa Água (morna); 2 C. Sopa Tahine; 1 C. Chá Azeite Virgem-Extra; 1 C. Chá Sumo de Limão; 1/8 C. Chá Sal Marinho; 1 Dente de Alho (picadinho)

 

Preparação:

  1. Coloque o requeijão, ovo (cozido), abacate, maça, romã, cenoura, beterraba, grão-de-bico, azeitona, pistáchios e a alga Wakame, numa tigela;
  2. Misture, numa taça, todos os ingredientes do molho;
  3. Regue a salada com 2-3 colheres de sopa do molho e guarde o restante para outro uso.
     

Bom apetite!

 

Dicas:

Pode substituir alguns alimentos, por exemplo:

  • Grão-de-Bico: feijão-frade, feijão preto ou feijão azuki; 
  • Romã: uvas ou mirtilos; 
  • Ovo: cogumelos ou frango grelhado;
  • Pistáchios: nozes ou amêndoas torradas.

 

 

 

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Direitos de Autor

Todas as fotografias publicadas são da minha autoria, incluindo a sua edição. Por favor, não utilizem as minhas fotografias sem a minha autorização. Muito obrigada.

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub