Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

7 Dias Nutridos de Sabores

Sou uma apaixonada pelo mundo da cozinha e tenho o gosto de partilhar as minhas receitas favoritas. Considero este blog como o meu encantador livro de receitas. Receitas ricas de aromas e sabores memoráveis.

7 Dias Nutridos de Sabores

07
Mar23

Bilharacos de Abóbora e Cherovia

A cherovia (Pastinaca sativa), também conhecida por chirivia, cherívia, pastinaca ou pastinaga, é uma raiz da família das cenouras, mas tem um sabor mais adocicado e ligeiramente parecido com o da noz. Pode ser consumida ​​da mesma forma que a cenoura, desde fresca, em sopas, doces (como é o caso) e, até, estufados. A cherovia, é uma excelente opção para reduzir/eliminar o açúcar na confecção de diversos pratos.

Bilharacos de Abóbora e Cherovia!? Provavelmente nunca provaram, mas posso-vos dizer que são deliciosos, o sabor é único (o gosto anisado da cherovia funde-se com o da abóbora, e da canela) e mantêm a textura macia do tradicional. Muito, muito bons! Espero que experimentem, mesmo que sejam invulgares.

33BC86F8-7842-49FF-A9A1-9F459B5DA378.jpeg

Terminar o dia, de preferência no sofá, debaixo de uma manta, a petiscar estes bilharacos os dias invernosos ficam mais leves e coloridos!🌈

B94AC4FF-9AE0-4611-B8CA-2EEEEEF0AF86.jpeg

 

Bilharacos de Abóbora e Cherovia

9C0A137F-F45D-47F8-9A08-7C4491AB12AF.jpeg

  • 1.350 Kg de Abóbora Menina ou Manteiga (descascada e sem pevides)
  • 70 g de Cherovia (descascada)
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 80 g de Açúcar Amarelo
  • 40 g de Farinha de Trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 80 g de Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 3 c. sopa de açúcar; 3 c. de sopa de canela em pó

 

Preparação:

  1. Na véspera, descasque e corte a abóbora (em pedaços) e a cherovia (aos cubinhos pequeninos), coloque numa panela e coza em água com uma pitada de sal. De seguida, vire para dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  2. No dia seguinte, depois de escorrer (pode apertar bem o pano para perder quase toda a água), coloque a polpa de abóbora e cherovia numa tigela. (Fiquei com 670g de polpa, escorrida).
  3. Adicione a gema de ovo e o açúcar. Misture muito bem com as mãos, até ficar uma massa homogénea.
  4. Adicione a farinha e misture. Se preferir uma massa mais consistente, adicione um pouco mais de farinha. A massa não deve ficar nem demasiado mole (de forma a que possa ser frita às colheradas), nem muito rija.
  5. Acrescente os frutos secos e envolva bem.

    1DA5192A-339E-4A37-B2E7-36259E18C9E5.jpeg

  6. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (em quenelle) e frite em óleo quente, até ficarem bem douradinhos de ambos os lados.
  7. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  8. Misture o açúcar com a canela e passe os bolinhos.

Bom apetite!

20
Fev23

Bilharacos de Abóbora e Cenoura

Comer Bilharacos é no Natal, dizem os tradicionalistas! Quem é que liga a isso!? Além do que, Natal é sempre que quisermos! E como Natal, para mim, significa amor, paz e partilha, confecionei estes apetitosos Bilharacos de Abóbora e Cenoura, que deliciei em união familiar.
Agora, com esta receita muito fácil, vocês podem fazer o mesmo na companhia da vossa família e/ou amigos!

8A9CE5A5-6A32-4C30-81FD-9D1D1FC4EBF5.jpeg


F6C71E37-24BA-44E4-80CF-7C48DD59E24B.jpeg

 

Bilharacos de Abóbora e Cenoura

  • 1.600Kg de Abóbora Menina ou Manteiga (descascada e sem pevides)
  • 125g de Cenoura (descascada)
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 55g de Açúcar Amarelo
  • 1 Colher de Sopa (cheia) de Vinho Moscatel
  • 50g de Farinha de Trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 60g de Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 2 c. sopa de açúcar; 2 c. de sopa de canela em pó

 

Preparação:

  1. Na véspera, descasque a abóbora e a cenoura, coloque numa panela e coza em água com uma pitada de sal. De seguida, vire para dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  2. No dia seguinte, depois de escorrer (pode apertar bem o pano para perder quase toda a água), coloque a polpa de abóbora e cenoura numa tigela. (Fiquei com 460g de polpa, escorrida).
  3. Adicione a gema de ovo, o açúcar e o vinho Moscatel. Misture muito bem com as mãos.
  4. Adicione a farinha e misture. Se preferir uma massa mais consistente, adicione um pouco mais de farinha. A massa não deve ficar nem demasiado mole (de forma a que possa ser frita às colheradas), nem muito rija.
  5. Acrescente os frutos secos e envolva bem.

    3082EA0F-8597-4342-9BC5-23F4B027290B.jpeg

  6. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (em quenelle) e frite em óleo quente, até ficarem bem douradinhos de ambos os lados.
  7. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  8. Misture o açúcar com a canela e passe os bolinhos.

Bom apetite!

16
Jan23

Bilharacos de Abóbora e Batata-doce

Porque podemos cortar com o tradicional... aventurei-me a reinventar a receita de Bilharacos de Abóbora! A combinação de abóbora e batata-doce concebe uma textura extra cremosa ao interior dos Bilharacos, muito agradável, contrastando com os frutos secos crocantes.

Arrisque a experimentar estes Bilharacos de Abóbora e Batata-doce e, certamente, vai ficar agradavelmente surpreendido!

2102D1F8-6561-4AE1-AE30-970701469F89.jpeg

 

Bilharacos de Abóbora e Batata-doce

  • 2.100Kg de Abóbora Menina (descascada e sem pevides)
  • 200g de Batata-doce (descascada)
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 65g de Açúcar Amarelo
  • 1c. sopa de Vinho do Porto
  • 50g de Farinha de Trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 80g de Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 3 c. sopa de açúcar; 3 c. de sopa de canela em pó

 

Preparação:

  1. Na véspera, descasque a abóbora e a batata-doce, coloque numa panela e coza em água com uma pitada de sal. De seguida, vire para dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  2. No dia seguinte, depois de escorrer (pode apertar bem o pano para perder quase toda a água), coloque a polpa de abóbora e batata-doce numa tigela. (Fiquei com 780g de polpa, escorrida).
  3. Adicione a gema de ovo, o açúcar e o vinho do Porto. Misture bem com as mãos.
  4. Adicione a farinha e misture. Se preferir uma massa mais consistente, adicione um pouco mais de farinha. A massa não deve ficar nem demasiado mole (de forma a que possa ser frita às colheradas), nem muito rija.
  5. Acrescente os frutos secos e envolva bem.

    18023815-C7D2-411A-A699-B81CA033A7A5.jpeg

  6. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (em quenelle) e frite em óleo quente, até ficarem bem douradinhos de ambos os lados.
  7. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  8. Misture o açúcar com a canela e passe os bolinhos.

Bom apetite!

30
Dez22

Bilharacos de abóbora à moda da avó (com frutos secos)

Este é um doce tradicional de Natal na região de Aveiro. Os Bilharacos e os Sonhos, embora muito parecidos, são doces com massas muito distintas.

Os Bilharacos são confecionados na nossa família há longos anos, inicialmente pela minha avó, e todos temos os nossos próprios truques e gostos na hora de os preparar.

São fáceis de fazer mas convém iniciar a preparação com alguma antecedência, para que a abóbora escorra bem. Este é um dos truques deste doceNo dia seguinte, é necessário espremer bem a abóbora, no saco de pano, para eliminar o excesso de líquido (ainda vai largar bastante).

Como nós preferimos os Bilharacos um pouco mais húmidozinhos, não espremo muito a abóbora e adiciono o mínimo possível de farinha. A quantidade de farinha depende muito da consistência que se quiser obter. Se preferir os Bilharacos  mais secos adicione um pouco mais de farinha e/ou escorra mais a abóbora.

Esta é a receita de Bilharacos de Abóbora que tradicionalmente fazemos cá em casa, enriquecidos com frutos secos, para celebrar o Natal e a chegada do Novo Ano.

 

Bilharacos.jpeg

Bilharacos de Abóbora à
 moda da avó 

  • 2 Kg Abóbora Menina
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 40g Açúcar
  • 1/2 cálice de Vinho do Porto ou Aguardente velha
  • 150g Farinha de trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 100g Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 4 c. sopa de açúcar; 2 c. de sopa de canela em pó

Preparação:

  1. Na véspera, descasque, e coza a abóbora em água temperada com sal até ficar macia.
  2. Coloque a abóbora dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que a abóbora enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  3. No dia seguinte, depois de bem escorrida (pode apertar bem o pano até a abóbora perder quase toda a água), coloque-a numa tigela. 
  4. Adicione a gema de ovo, o açúcar e o vinho do Porto/Aguardente. Amasse bem com as mãos.
  5. Adicione farinha, aos poucos, e mexendo, até obter uma massa consistente, mas nem muito mole nem muito rija e que possa ser frita às colheradas.
  6. Acrescente os frutos secos e envolva bem.
  7. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (quenelle) e frite em óleo quente, até alourarem bem de ambos os lados.
  8. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  9. Misture o açúcar com a canela e polvilhe os bolinhos.
Bom apetite!

Dicas:

  • Se o óleo não estiver suficientemente quente os bolinhos ficam ensopados em óleo; se, pelo contrário, o óleo estiver demasiado quente os bolinhos ficam rapidamente muito escuros e por vezes mal passados.
  • Se a massa estiver mole, o óleo tem de estar muito quente; se estiver um pouco dura, o óleo pode estar um pouco menos quente.

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Direitos de Autor

Todas as fotografias publicadas são da minha autoria, incluindo a sua edição. Por favor, não utilizem as minhas fotografias sem a minha autorização. Muito obrigada.

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub