Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

7 Dias Nutridos de Sabores

Sou uma apaixonada pelo mundo da cozinha e tenho o gosto de partilhar as minhas receitas favoritas. Considero este blog como o meu encantador livro de receitas. Receitas ricas de aromas e sabores memoráveis.

7 Dias Nutridos de Sabores

16
Jan24

Formigos d’Avó

Formigos ou Mexidos, para quem desconhece é um doce português típico do Natal.

A minha avó apreciava bastante Formigos e tinha o costume de prepará-los na consoada do Natal e no réveillon! Nunca faltava! A minha mãe, como outra aficionada deste doce, passou-me este "bichinho" e esta maravilhosa receita! Pessoalmente adoro-os, mas faço-os sempre após os Reis, deste modo não corro o risco de perder algum do seu encanto no meio de tanta doçaria.

Cá está, uma iguaria já muito antiga no norte do país, que recomendo veementemente, especialmente nestes dias invernosos!

IMG_3448.jpeg

Formigos d' Avó

  • 1l leite meio-gordo
  • 100g açúcar
  • 1 colher de sopa de mel
  • 1 pau de canela
  • 3 cascas de limão
  • 3 gemas ovo
  • 1 colher de sopa de manteiga com sal
  • 50ml vinho do Porto
  • 250g-300g pão de cacete (consoante quiser, menos ou mais espesso)
  • 170g frutos secos, partidos aos pedaços (nozes, avelãs, pinhões)
  • canela em pó q.b.

Preparação:
  1. Parta o pão em pedacinhos muito pequeninos para uma tigela. Reserve.
  2. Leve ao lume o leite com o açúcar, o mel, o pau de canela, as cascas de limão, e deixe ferver durante 3 minutos. Junte a manteiga e o pão. Mexa bem, com uma colher de pau, para não agarrar no fundo do tacho e para desfazer bem o pão. Deixe ferver cerca de 2 minutos.
  3. Numa taça, bata as gemas com o vinho do Porto.
  4. Retire o tacho do lume e adicione ao preparado as gemas aos pouquinhos, mexendo sempre. Leve novamente ao lume até engrossar, continuando a mexer, sem deixar ferver.
  5. Com o tacho fora do lume, retire as cascas de limão e o pau de canela e junte os frutos secos, reservando alguns para decorar.
  6. Verta o preparado numa travessa ou em taças individuais. Polvilhe com canela e distribua os frutos secos reservados.

Bom apetite!

 

Dicas:

  • Esta receita não leva muito açúcar por isso estes Formigos ficam levemente doces, se quiser acrescente um pouco mais de açúcar.
05
Jan24

Para o Dia de Reis - Escangalhado de Batata-doce!

Para receber, em bom, os 3 Reis Magos, um bolo-rei com uma apresentação diferente, de massa elegantemente espirituosa, recheada com maçã e frutos secos!

IMG_3328.jpeg

Na terceira ronda, o "Rei" aparece na festa ... desmontado!💥

IMG_3310.jpeg


Escangalhado de Batata-doce

  • 200g de Batata-doce branca (descascada)
  • 400g de Maçã Reineta (descascada e descaroçada)
  • 70ml de Leite 
  • 30ml de Vinho do Porto
  • 10ml de Licor de Anis 
  • 10ml de Aguardente
  • 50g de Manteiga com Sal
  • 7g de Fermento de Padeiro seco
  • 1 Ovo M
  • 100g + 2 Colheres de Sopa de Açúcar amarelo 
  • Raspa de 1 Limão
  • Raspa de 1 Laranja
  • 450g de Farinha de trigo
  • 2 Colheres de Chá de Canela em pó 
  • 120g de Frutos secos, cortados grosseiramente (nozes, amêndoas, avelãs, pinhões, amendoins, ...)
  • 60 g de Sultanas
  • Decoração: Amêndoa palitada q.b; 1 Gema de ovo (pincelar); Geleia q.b; Canela em pó; Açúcar em pó q.b


Preparação:

  1. Coza a batata-doce, cortada em rodelas, em água com uma pitada de sal. Depois, escorra bem e deixe arrefecer completamente.
  2. Coloque num copo, a batata-doce, a manteiga (amolecida), o leite (morno), o vinho do Porto, o licor de anis, a aguardente, e triture bem com a varinha mágica. Transfira para a tigela da batedeira ou para o robot de cozinha e adicione o fermento, o ovo (à temperatura ambiente), 100g de açúcar, a raspa do limão e da laranja, 1 colher de chá de canela e a farinha. Amasse muito bem, em velocidade média, usando o gancho de massa, até formar uma massa lisa que se desprende das laterais da tigela. Este processo pode demorar 10 a 20 minutos dependendo da batedeira, da farinha e até da humidade do ar, por isso seja paciente. O resultado será uma massa solta.
  3. Forme uma bola com a massa, coloque numa tigela e tape com película aderente. Deixe a levedar 1 a 2 horas, até que duplique de tamanho.
  4. Entretanto, coloque a cozer, com um pouquinho de água, as maçãs descascadas, descaroçadas, e cortadas aos pedaços. Depois, escorra e deixe arrefecer. Triture com a varinha mágica até obter um puré e misture bem 2 colheres de sopa de açúcar e 1 colher de chá de canela. Reserve.
  5. Depois de a massa levedar, transfira a massa para a bancada ligeiramente enfarinhada e estique-a, em forma de retângulo grande até obter uma espessura de cerca de 4mm. Barre uniformemente com o puré de maçã e sobreponha os frutos secos cortados e as sultanas, enrole uma das laterais até meio da massa e faça o mesmo do outro lado, formando dois caracóis com o mesmo diâmetro. Vire a massa ao contrário. Coloque num tabuleiro forrado com papel siliconizado e achate ligeiramente. Com uma faca afiada dê uns golpes nas laterais da massa, com 5 cm de distância, mas tendo o cuidado de não separar o bolo em fatias. Deixe levedar cerca de 1 hora ou até dobrar de tamanho.

     

  6. Pré-aqueça o forno a 180ºC.
  7. Pincele com a gema de ovo (misturada numa colher de sopa de leite) e decore com a amêndoa palitada. Leve ao forno por cerca de 25 a 30 minutos (dependendo do seu forno). Verifique se está cozido ao fim de 25 minutos.

    IMG_3306.jpeg

  8. Retire do forno, pincele com geleia e deixe arrefecer em cima de uma grelha. Polvilhe com um pouco de canela e açúcar em pó e sirva.

Bom apetite!

30
Dez23

👑 O Bolo do Rei XXIII

O Rei vai... o Rei vai, encantador, para a Passagem de Ano! 🎊

Com tudo planeado para que nada falhe na noite mais animada do ano, há velhos hábitos que se mantêm e no réveillon é tradição ter na mesa o bolo-rei e comer as 12 passas.

Um EXCELENTE 2024 para todos os que passam os seus dias neste espaço! 🍾🥂

IMG_3226.jpeg

Bolo-rei

Massa Mãe:

  • 125 g Farinha de trigo
  • 30 g Fermento de padeiro fresco
  • 60 ml Água (morna)
Massa:
  • 500 g de Farinha de trigo
  • 100 g de Açúcar
  • 100 g de Manteiga (à temperatura ambiente)
  • 2 Ovos L
  • Raspa de 1 limão
  • 100 ml Leite
  • 8 g de Sal
  • 30 ml de Vinho do Porto
  • 10 ml de Aguardente Bagaceira  
  • 10 ml de whisky
  • 5 ml de Licor de Amêndoa Amarga
  • 200 g de Frutos secos (nozes, pinhões, avelãs, amêndoas, etc.)
  • 70 g de Sultanas


Cobertura:

  • Ananás; Morango; Laranja; Tangerina; Melão; Pera; Cereja; Alperce; outros.
  • 1 Gema de ovo (pincelar)
  • Açúcar em pó q.b

 

Preparação:

  1. Pique a fruta seca, junte as sultanas, coloque numa taça, regue com o Vinho do Porto e deixe macerar.
  2. Amasse os ingredientes para a Massa Mãe, faça uma bola, coloque numa tigela e tape. Deixe levedar durante 2 horas.
  3. Misture bem o açúcar, os ovos, o leite, o sal, a raspa do limão e as bebidas. Depois, acrescente a farinha e amasse.
  4. Junte a Massa Mãe e amasse mais ou menos 10 minutos, até que a massa fique macia e elástica. Se estiver muito rija, junte um pouco de leite morno.
  5. Deixe descansar cerca de 5 minutos.
  6. Tenda a massa, coloque os frutos secos, as frutas secas e as sultanas (maceradas no Vinho do Porto), e amasse apenas o necessário para envolver bem.
  7. Deixe a massa levedar 5 a 6 horas, até dobrar de volume, tapada com um pano, num local temperado.
  8. Coloque a massa em cima da bancada, forme uma bola e deixe descansar 10 minutos (tapada).
  9. Insira o cotovelo no centro da bola e carregue; com as mãos faça uma argola não muito fina (para que o buraco central não se feche, pode colocar um copo até à hora de ir ao forno).
  10. Coloque no tabuleiro forrado com papel siliconizado, pincele com a gema e decore com os frutos.
  11. Deixe levedar, cerca de 1:30h ou até dobrar de volume, num local temperado.
  12. Pré-aqueça o forno a 180º C.
  13. Coloque no forno para cozer. O tempo de cozedura para porções de, mais ou menos, 500 g é de 25 a 30 minutos (varia consoante o forno). Faça o teste do palito.
  14. Quando retirar do forno pode pincelar com geleia diluída num pouco de água, para dar brilho, e decorar com açúcar em pó.

Bom apetite!

 

Dicas:

  • Junte todos os frutos para a cobertura numa taça, regue com um pouco de Vinho do Porto e deixe a macerar, para que não queimem quando forem ao forno.
05
Jan23

O Bolo-rei dos Reis!

No Dia de Reis, não pode faltar nas nossas mesas o ancestral Bolo-rei.

Se habitualmente compra o seu Bolo-rei, arrisque a fazê-lo em sua casa e vai surpreender-se! É simples, basta seguir direitinho a receita, e fica impressionante!

Este é um dos melhores Bolos-rei que já provei. A massa é fofinha, saborosa e húmida (ao contrário de alguns). Além disso, o recheio tem a proporção certa de frutos e frutas secas.

Utilizo as frutas secas (figos, damascos, ameixas pretas e sultanas) para substituir as frutas cristalizadas, que nós não simpatizamos muito.

Experimente este gracioso Bolo-rei!

Bolo-rei2.jpeg

 

Bolo-rei

Para a Massa Mãe:

  • 125 g farinha de trigo
  • 30 g fermento de padeiro fresco
  • 60 ml água morna
 
Para a Massa:
  • 500 g de farinha de trigo
  • 100 g de açúcar
  • 100 g de manteiga, à temperatura ambiente
  • 2 ovos L
  • Raspa de 1 limão
  • 100 ml leite
  • 8 g de sal
  • 30 ml de Vinho do Porto
  • 10 ml de Aguardente
  • 10 ml de Rum
  • 75 g de fruta seca picada (damascos, figos, ameixas pretas, etc.)
  • 200 g de frutos secos (nozes, pinhões, avelãs, amêndoas, etc.)
  • 25 g de sultanas

 

Para a Cobertura:

  • Amêndoa palitada 
  • Amendoim
  • Ananás desidratado 
  • Figos secos
  • Ameixas pretas secas, descaroçadas 
  • 1 Ovo (batido)

 

Preparação:

  1. Pique a fruta seca, junte as sultanas, coloque numa taça, regue com o Vinho do Porto e deixe macerar.
  2. Amasse os ingredientes para a Massa Mãe, faça uma bola, coloque numa tigela e tape. Deixe levedar durante 2 horas.
  3. Misture a farinha, o açúcar, a manteiga, os ovos, o leite, a raspa do limão, o sal e as bebidas. Amasse bem.
  4. Junte a Massa Mãe e amasse mais ou menos 10 minutos, até que a massa fique macia e elástica. Se estiver muito rija, junte um pouco de leite morno.
  5. Deixe descansar cerca de 5 minutos.
  6. Tenda a massa, coloque os frutos secos, as frutas secas e as sultanas (maceradas no Vinho do Porto), e amasse apenas o necessário para envolver bem.
  7. Deixe a massa levedar 5 a 6 horas, até dobrar de volume, tapada com um pano, num local temperado.
  8. Coloque a massa em cima da bancada, forme uma bola e deixe descansar 10 minutos (tapada).
  9. Insira o cotovelo no centro da bola e carregue; com as mãos faça uma argola não muito fina (para que o buraco central não se feche, pode colocar um copo até à hora de ir ao forno).
  10. Coloque no tabuleiro forrado com papel siliconizado, pincele com o ovo batido e decore com amêndoa palitada, amendoim aos pedaços e as frutas.

    Bolo-rei1.jpeg

  11. Deixe levedar, cerca de 1:30h ou até dobrar de volume, num local temperado.
  12. Pré-aqueça o forno a 180º C.
  13. Coloque no forno para cozer. O tempo de cozedura para porções de, mais ou menos, 500 g é de 25 a 30 minutos (varia consoante o forno). Faça o teste do palito.
  14. Quando retirar do forno pode pincelar com geleia diluída num pouco de água, para dar brilho, e colocar montinhos de açúcar em pó.

Bom apetite!

 

Dicas:

  • Junte a fruta seca e desidratada (para a cobertura) numa taça, regue com um pouco de Vinho do Porto e deixe macerar para não queimar quando for ao forno.
  • Para garantir que o Bolo-rei não queima por baixo pode colocar uma folha de papel vegetal no tabuleiro, além do papel siliconizado.
30
Dez22

Bilharacos de abóbora à moda da avó (com frutos secos)

Este é um doce tradicional de Natal na região de Aveiro. Os Bilharacos e os Sonhos, embora muito parecidos, são doces com massas muito distintas.

Os Bilharacos são confecionados na nossa família há longos anos, inicialmente pela minha avó, e todos temos os nossos próprios truques e gostos na hora de os preparar.

São fáceis de fazer mas convém iniciar a preparação com alguma antecedência, para que a abóbora escorra bem. Este é um dos truques deste doceNo dia seguinte, é necessário espremer bem a abóbora, no saco de pano, para eliminar o excesso de líquido (ainda vai largar bastante).

Como nós preferimos os Bilharacos um pouco mais húmidozinhos, não espremo muito a abóbora e adiciono o mínimo possível de farinha. A quantidade de farinha depende muito da consistência que se quiser obter. Se preferir os Bilharacos  mais secos adicione um pouco mais de farinha e/ou escorra mais a abóbora.

Esta é a receita de Bilharacos de Abóbora que tradicionalmente fazemos cá em casa, enriquecidos com frutos secos, para celebrar o Natal e a chegada do Novo Ano.

 

Bilharacos.jpeg

Bilharacos de Abóbora à
 moda da avó 

  • 2 Kg Abóbora Menina
  • Sal q.b
  • 1 Gema de Ovo
  • 40g Açúcar
  • 1/2 cálice de Vinho do Porto ou Aguardente velha
  • 150g Farinha de trigo sem fermento (aproximadamente)
  • 100g Frutos secos (nozes, avelãs, amêndoas, pinhões) 
  • Óleo, para fritar 
  • Para polvilhar: 4 c. sopa de açúcar; 2 c. de sopa de canela em pó

Preparação:

  1. Na véspera, descasque, e coza a abóbora em água temperada com sal até ficar macia.
  2. Coloque a abóbora dentro de um saco de pano e deixe escorrer, pendurado, para que a abóbora enxugue, de preferência, de um dia para o outro.
  3. No dia seguinte, depois de bem escorrida (pode apertar bem o pano até a abóbora perder quase toda a água), coloque-a numa tigela. 
  4. Adicione a gema de ovo, o açúcar e o vinho do Porto/Aguardente. Amasse bem com as mãos.
  5. Adicione farinha, aos poucos, e mexendo, até obter uma massa consistente, mas nem muito mole nem muito rija e que possa ser frita às colheradas.
  6. Acrescente os frutos secos e envolva bem.
  7. Com a ajuda de 2 colheres de sopa, forme os bolinhos (quenelle) e frite em óleo quente, até alourarem bem de ambos os lados.
  8. Coloque os bolinhos a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo.
  9. Misture o açúcar com a canela e polvilhe os bolinhos.
Bom apetite!

Dicas:

  • Se o óleo não estiver suficientemente quente os bolinhos ficam ensopados em óleo; se, pelo contrário, o óleo estiver demasiado quente os bolinhos ficam rapidamente muito escuros e por vezes mal passados.
  • Se a massa estiver mole, o óleo tem de estar muito quente; se estiver um pouco dura, o óleo pode estar um pouco menos quente.
27
Dez22

Rabanadas de Leite

Quem venera uma boa Rabanada, bem suculenta? Eu e o clã.

Esta iguaria associada à época natalícia, encontra-se em diversas partes do mundo, com nomes bastante distintos. Em Portugal, chamamos "Rabanadas" se forem fritas em óleo ou "Fatias Douradas" se forem fritas em manteiga. No Reino Unido e nos EUA as "nossas" fatias douradas são conhecidas como "French toast" e em França por "Pain perdu".

Existem receitas de rabanadas para todos os gostos, de leite, leite condensado, vinho e, ainda, recheadas.

Confeciono as minhas rabanadas com leite sem lactose para poderem ser degustadas por todos, incluindo os intolerantes à lactose.

Honestamente, as melhores rabanadas são feitas (a quatro mãos) com a minha querida mãe... estas encantadoras Rabanadas de Leite!

Rabanadas.jpeg


Rabanadas de Leite

  • 850ml Leite meio-gordo (sem lactose)
  • 60g Açúcar Amarelo ou Mascavado
  • 1 c. sobremesa de Mel
  • 2 paus de Canela
  • 2 cascas de Limão
  • 1 vagem de Cardamomo
  • 8-10 fatias de pão de cacete (fatias cortadas com, mais ou menos, 1.5 a 2 cm de largura; pão com 2 dias)
  • 3 ovos L
  • +-450ml Óleo, para fritar
  • Para polvilhar: 4 c. sopa de açúcar; 2 c. de sopa de canela em pó


Preparação:

  1. Aqueça o leite, numa panela, com o açúcar, o mel, as cascas de limão, os paus de canela e a vagem de cardamomo (aberta);
  2. Retire do lume, antes de começar a ferver, e deixe repousar (com tampa) durante 15-20 minutos;
  3. Coloque o leite numa travessa de vidro, descartando as cascas de limão, o cardamomo e os paus de canela;
  4. Demolhe as fatias de pão no leite morno e reserve;
  5. Bata muito bem os ovos, com a ajuda de um garfo, numa travessa de vidro;
  6. Passe cada fatia de pão no ovo, à medida que for fritando, e frite em óleo (quente e abundante), dos dois lados, até ficarem douradinhas;
  7. Coloque as fatias a escorrer em papel de cozinha, para retirar o excesso de óleo;
  8. Misture o açúcar com a canela e passe as fatias, uma de cada vez.

Bom apetite!

25
Dez22

Bolo-rainha caseiro

Este ano aventurei-me a preparar para a ceia de Natal, não o tradicional Bolo-rei (com frutas cristalizadas) mas, o Bolo-rainha (só com frutos secos).

A massa, deste bolo, inclui Vinho do Porto, Aguardente e os Frutos secos, os três ingredientes-chave para se alcançar um perfumado e delicioso Bolo-rainha.

A sua confecção é um pouco morosa mas, no final do dia, vale bem a pena ter os convidados maravilhados e satisfeitos, com uma iguaria caseira!

 

Bolo-rainha.jpeg

 

Bolo-rainha

  • 700g de Farinha de Trigo
  • 20g Fermento padeiro seco
  • 100ml Água, morna
  • 160g Manteiga, amolecida
  • 180g Açúcar
  • Raspa de 1 Limão
  • Raspa de 1 laranja
  • 4 Ovos
  • 1 cálice de Vinho do Porto
  • 1 cálice de Aguardente
  • 10g Sal
  • 300g de frutos secos (amêndoas, nozes, avelãs, pinhões, amendoins, uvas passas)

Para decorar:

  • Frutos secos q.b (amêndoa palitada, amendoins aos pedaços)
  • 2 Gemas de ovo

 

Preparação:

  1. Peneira-se a farinha e retira-se 100g. Junta-se o fermento à farinha reservada e, em seguida, adiciona-se a água morna. Deixa-se levedar 15 minutos num local quente;
  2. Bate-se a manteiga com o açúcar, as raspas de laranja e de limão;
  3. Seguidamente, junta-se os ovos inteiros, o sal, o vinho do Porto e a aguardente;
  4. Junta-se o preparado anterior à massa com o fermento e a restante farinha. Amassa-se bem e sova-se até ficar uma massa elástica;
  5. Envolve-se os frutos secos, forma-se uma bola e deixa-se levedar durante 5 a 6 horas, bem tapada e em local temperado;
  6. Formam-se 2 bolos que se colocam num tabuleiro, forrado com papel vegetal, e deixa-se levedar por mais 1 hora (para que o buraco central não se feche, pode-se colocar um copo, até à hora de se colocar no forno);
  7. Pré-aqueça o forno a 180ºC, por 10 minutos;
  8. Pincela-se os bolos com a gema de ovo e enfeita-se com os frutos secos. Leva-se ao forno a cozer durante 25 a 40 minutos (conforme o forno);
  9. Depois de cozido, pode-se pincelar com geleia, para dar brilho e/ou, ainda, polvilhar com açúcar em pó.

Bom apetite!

Mais sobre mim

Sigam-me

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.

Pesquisar

Direitos de Autor

Todas as fotografias publicadas são da minha autoria, incluindo a sua edição. Por favor, não utilizem as minhas fotografias sem a minha autorização. Muito obrigada.

Arquivo

    1. 2024
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2023
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D
    1. 2022
    2. J
    3. F
    4. M
    5. A
    6. M
    7. J
    8. J
    9. A
    10. S
    11. O
    12. N
    13. D

Em destaque no SAPO Blogs
pub